16 de abr de 2010

Aplicativo salva seu criador de sequestro no RS

Quando inventou um aplicativo dotado de GPS para celulares, o empresário e ex-hacker Cristian Gallas jamais imaginou que poderia salvar a própria vida. No entanto, foi graças ao DnaO Mobile, instalado em seu celular, que ele conseguiu escapar de um sequestro-relâmpago, na última quinta-feira, em São Leopoldo (RS).

Colocado no banco de trás do veículo, junto com a mulher, por três bandidos, Gallas acabou localizado pela polícia depois que o sistema de vigilância eletrônica, percebendo que seu carro desviara da rota habitual, passou a dar o alarme a seus familiares. A polícia foi avisada, localizou e cercou os assaltantes, que acabaram presos.
Lançado em 2009, o DnaO Mobile é um software empresarial que, segundo Gallas, foi adaptado para uso pessoal. Permite gerenciar ligações e envio deSMS e uso de softwares da internet, além de ser dotado de GPS. Uma versão, instalada no carro do empresário, utiliza uma caixa com o equipamento.
O assalto ocorreu por volta das 21h30 de sábado, quando Gallas e a mulher chegavam para jantar em um restaurante de Novo Hamburgo. Três homens ocupando um Focus fecharam o caminho do Audi do empresário e já desceram apontando pistolas na sua direção. Sob a ameaça das armas - com mira laser -, o empresário e a mulher foram obrigados a passar para o banco de trás enquanto dois dos bandidos assumiram o veículo. O grupo exigiu dinheiro e perguntou se havia algum sistema de alarme no carro.
"Perguntavam se o carro tinha um botão de pânico. Eu disse que o botão de pânico era um software e que eu não tinha acionado nada", explicou.
Informado por Gallas de que o aplicativo podia denunciá-los, o trio decidiu ir até a casa do empresário. Contudo, ao seguir um caminho diferente do habitual, o sistema foi ativado, dando o alerta.
A Brigada Militar foi acionada e passou a monitorar a localização do Audi. Ao mesmo tempo os bandidos, com um rádio da polícia, acompanhavam a movimentação policial.
No município de Estância Velha, o carro acabou parado numa barreira da polícia e ocorreu um tiroteio. Os assaltantes acabaram deixando os reféns e fugindo no Focus. Mas alguns quilômetros depois, numa perseguição, o carro bateu em um poste e eles foram presos.
De hacker a empresário
Atualmente à frente do Aleste Group, empresa que vende o DnaO Mobile, Gallas começou a carreira como hacker. Numa entrevista ao Terra, em 2009, contou que criava vírus. "Mexo em computador desde os 13 anos", disse Gallas, que chegou a invadir milhões de máquinas e ter dados confidenciais de muitos internautas.
Foi a partir de um cavalo de tróia que passou para o "outro lado", criando o Trauma0, uma ferramenta de gestão de infraestrutura hoje instalada em milhões de computadores e que ganhou concorrências com a Microsoft e a IBM, entre outras.
Redação Terra
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL