7 de abr de 2010

Reta decisiva da Superliga Masculina começa nesta quarta, com oito times


Sesi x Pinheiros abre as quartas de final. Mais dois jogos na quarta e outro na quinta complementam a rodada, que promete muita emoção
GLOBOESPORTE.COM

Alexandre Arruda/CBV

O Sesi, de Murilo (ao centro), recebe o Pinheiros

Quer ver emoção no vôlei? Então fique ligado na noite desta quarta-feira, quando começa a fase de quartas de final da Superliga Masculina. Sesi x Pinheiros, Montes Claros x Brasil Vôlei e Florianópolis x Caxias do Sul abrem a rodada, que será fechada na quinta, com a partida entre Cruzeiro x Minas. Avança à semifinal quem for melhor na série melhor de três.

Para começar, o clássico paulista promete agitar o ginásio Vila Leopoldina. Às 19h, o Sesi, do ponteiro Murilo, recebe o badalado time do Pinheiros, de Giba, Gustavo, Marcelinho e Rodrigão, em um duelo que envolve os dois melhores bloqueios da competição. Com 340 pontos marcados, o Sesi lidera as estatísticas no fundamento, seguido pelo Pinheiros, com 322.

- Será um jogo muito equilibrado e que ultrapassa as qualidades técnicas e táticas. O poder de ataque deles é grande, mas estamos vindo de bons momentos na competição e muito a fim de jogar. Temos que dar o nosso melhor – disse o técnico do Sesi, Giovane Gavio.

Desfalcado, Brasil Vôlei encara Montes Claros

No mesmo horário, o Montes Claros recebe o Brasil Vôlei, em um confronto que põe frente a frente dois líderes em outro fundamento: os saques. O Montes Claros é o primeiro, com 152 pontos marcados. Já o Brasil Vôlei é o segundo, com 142 acertos. Para a partida, os visitantes têm problemas.

Alexandre Arruda/CBV

Brasil Vôlei tem pela frente o Montes Claros

O líbero Serginho, com dores lombares, não deve jogar. Já Marlon está confirmado como desfalque, já que fraturou o quarto metacarpo do dedo anelar direito. No entanto, ele passou força ao grupo, como confirma o técnico, Rubinho.
- O Marlon conversou com os rapazes, deu força ao grupo, principalmente aos levantadores. Ele estava em um bom momento. Vai fazer falta pela experiência e pelo espírito de liderança. O Marlon é o nosso capitão. Por outro lado, a equipe está preparada para absorver essa ausência e para não fugir do objetivo, que é a nossa classificação para as semifinais. O Fidele entrou durante o último jogo e conseguiu compor bem o bloqueio. É claro que muda o perfil do Brasil Vôlei Clube, o esquema tático, mas o grupo está pronto – garantiu.

Caxias vai para cima do Florianópolis

À 20h, em Florianópolis, o time do levantador Bruninho, de Éder, Lucão e Thiago Alves, recebe o Caxias do Sul. Para o técnico do time gaúcho, Jorge Schmidt, o duelo não terá moleza. No entanto, ele não foge da luta.

- Sabemos que não será nada fácil, mas estamos preparados para isso. Não chegamos até aqui para nos esquivar dessa responsabilidade. O saque será uma arma fundamental, principalmente, diante de um adversário que erra bem pouco - ressaltou o treinador.

Na fase classificatória, o Florianópolis, tetracampeão da Superliga, encerrou sua participação na oitava colocação, e o Caxias do Sul, em primeiro. Nas estatísticas, a equipe gaúcha está em oitavo lugar no ataque e no saque, e em quarto no bloqueio. Já os catarinenses estão em terceiro no ataque e no bloqueio, e em quarto no saque.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL