27 de nov de 2010

Dário Berger acredita que sistema é inviável financeiramente.


Empresas não teriam retorno financeiro, segundo a prefeitura - Flávio Neves










O prefeito Dário Berger sepultou, sexta-feira, as esperanças de quem sonhava com a implantação do transporte marítimo na Capital. Segundo ele, a falta de retorno financeiro para as empresas que, por ventura, administrassem o serviço, inviabiliza o projeto em Florianópolis.

— Eu, como prefeito, sou obrigado a dizer que ele (o transporte marítimo) não liga nada a lugar nenhum. Ele não se integra ao sistema rodoviário — explicou Dário, em entrevista ao Jornal do Almoço, da RBS TV.

A ideia de ter transporte pelo mar na Capital é antiga — existem estudo há mais de 20 anos —, como mostrou reportagem da Hora na última quarta-feira. Agora, pelo jeito, ela naufragou de vez.

Palhoça segue com projeto

Enquanto Florianópolis praticamente dá adeus ao transporte marítimo, em Palhoça a ideia segue viva.
Na sexta-feira, representantes da prefeitura se reuniram com a direção do Departamento Estadual de Terminais Rodoviários (Deter). O conteúdo da conversa, porém, não foi revelado. A prefeitura promete escolher uma empresa para executar o projeto na próxima semana.


Fonte: Diario.com
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL