21 de jan de 2011

Chuva forte alaga 12 cidades de SC, diz Defesa Civil


Chuva atingiu Criciúma, em SC, alagando parte da cidade
Foto: Márcio Costa/Divulgação
As fortes chuvas que atingiram Santa Catarina nessa terça-feira provocaram alagamentos deslizamentos em 12 municípios em todo o Estado, segundo a Defesa Civil catarinense. As regiões mais atingidas são a Grande Florianópolis e a região sul do Estado.
Os municípios de Anitápolis, Palhoça, Nova Veneza, Criciúma, Sombrio, Araranguá, Siderópolis, Arroio do Silva, Tubarão, Maracajá, Santo Amaro da Imperatriz e Florianópolis registraram ocorrências devido a alagamentos e deslizamentos, de acordo com a Defesa Civil.
A cidade mais atingida é Florianópolis. Nas regiões de Tapera, Carvoeira, Vila Aparecida, Santa Mônica, Rio Tavares e Caieira dos Sacos dos Limões, ocorreram alagamentos, deslizamentos e quedas de muros. Segundo a Defesa Civil, as informações ainda são preliminares e não há números dos desabrigados e desalojados. Entretanto, há registros de famílias que tiveram que deixar suas residências.
Em Anitápolis houve alagamentos na área rural e prejuízos nas estradas. Em Criciúma, devido aos alagamentos, famílias do bairro Paraíso foram levadas a um abrigo municipal. A cidade de Sombrio registrou alagamentos em diversas ruas da área urbana e os bairros mais afetados foram São Luis e Antonio Batini. Araranguá e Nova Veneza tiveram registros de alagamentos. Em Palhoça, seis bairros ficaram alagados, além do centro da cidade: Ponte do Imaruim, Rio Grande, Laranjeiras, Pontal, Pagani e Barra.
Em Siderópolis, o centro do município ficou alagado e houve registros de residências completamente cobertas pela água. A cidade de Arroio do Silva teve as ruas do centro alagadas com até 1 m de água e estradas foram danificadas. O comércio local também foi atingido. Tubarão registrou alagamentos de ruas, principalmente do centro do município. A cidade de Maracajá também teve ruas alagadas devido a problemas de drenagem. Já em Santo Amaro da Imperatriz, uma ponte foi destruída na localidade de Barra do Bom Jesus. Cerca de 50 famílias estão isoladas, segundo informações do município.
Chuvas na região Sul
De acordo com a Climatempo, o calor, a umidade alta e o deslocamento de uma nova frente fria pelo mar formaram áreas de nuvens muito carregadas no litoral da região Sul do País e em áreas próximas ao mar, que provocaram muita chuva nas últimas 24 horas. A situação, segundo os meteorologistas, é preocupante, porque os volumes acumulados entre 8h de ontem e 8h desta quarta-feira passavam dos 100 mm.
Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 150 mm em Torres, no litoral norte do Rio Grande do Sul, e 110 mm na Ilha do Mel, no litoral do Paraná. A região de Morretes, também no litoral paranaense, acumulava 86 mm. A região de Itajaí, no vale do Itajaí, em Santa Catarina, acumulou 89 mm neste período. Em Urussunga, no sul de Santa Catarina, choveu 110 mm.
Em Florianópolis, a chuva forte de ontem deixou várias ruas alagadas, e a cidade amanheceu com chuva fraca. O acumulado até 8h chegava aos 48 mm, no ponto de medição do Inmet, em São José. Em outras áreas da cidade, entretanto, choveu mais.
As condições meteorológicas ainda estão propícias hoje para mais chuva volumosa no decorrer desta quarta-feira, não apenas no litoral da região Sul, mas também em áreas do interior de Santa Catarina e do Paraná. No Rio Grande do Sul, ainda há risco de chuvas moderadas a fortes a partir da tarde na Grande Porto Alegre, na serra a no planalto gaúcho.

Fonte: Redação Terra (www.terra.com.br)
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL