10 de jan de 2012

Protetor solar é essencial para aproveitar os dias ensolarados do verão sem sofrer com inconvenientes

Para escolher o filtro de proteção, é essencial preste atenção ao tom e tipo da pele e como ela responde à exposição ao sol.

Férias, feriados e finais de semana são momentos de diversão e prazer. Para aproveitar o melhor do sol sem se descuidar da beleza e da saúde, é preciso proteger e cuidar de toda a família. Para isso, o protetor solar é ainda mais essencial na estação mais quente do ano, principalmente durante a prática de atividades físicas ao ar livre, na praia, na piscina e até mesmo dentro da água, onde também há incidência de radiação ultravioleta. 

Conforme a consultora médica da Natura, Raquel Toyota, a escolha do protetor solar deve ser feita de acordo com o tipo e tonalidade da pele, além de ser observada a sua reposta à exposição solar. 

— Além disso, é importante que os cuidados sigam com uma limpeza de pele e uma hidratação também adequada ao perfil do consumidor— ressalta.

Confira a entrevista
Como escolher o melhor fator de proteção solar?
A escolha de um Fator de Proteção Solar (FPS) depende de algumas características pessoais, como o tipo e a tonalidade da pele, além de sua resposta à exposição solar. De maneira geral, recomenda-se o uso de FPS mais alto, quanto mais clara for a tonalidade da pele. 

O FPS 15 é indicado para pessoas que costumam se bronzear e, às vezes, ficam vermelhas, o FPS 30 para pessoas que costumam se bronzear e quase sempre ficam vermelhas e o 60 é indicado para pessoas que quase nunca se bronzeiam e sempre ficam vermelhas. Essas dicas são regras práticas e gerais para a escolha do FPS adequado em relação ao tom da pele. 

Podemos dispensar o protetor solar em dias com menos sol?
É muito importante usar diariamente um protetor solar com proteção UVA e UVB. Nos dias de céu nublado também há emissão de radiação solar prejudicial à pele. Por isso, também é preciso se cuidar em dias menos ensolarados para evitar o envelhecimento precoce e doenças de pele, como o câncer. 

Qual a importância de um protetor solar específico para crianças ou bebês?
Essas faixas de idade precisam de atenção especial. Em relação aos bebês, recomenda-se a aplicação de protetores solares a partir do 6º mês de vida. Antes disso não é recomendado o uso de filtros solares, salvo sob recomendação médica. Até os 2 anos de idade, são indicadas loções que possuam em sua formulação principalmente filtros físicos (inorgânicos), que têm maior segurança para a pele delicada da criança, com menor potencial alergênico.

Como esses públicos têm particularidades específicas devem sempre ser escolhidos produtos especificamente desenvolvidos para eles. Portanto, sempre prestar atenção à rotulagem dos produtos, procurando por essas informações e se há restrições de uso do produto para determinadas idades e condições. Na dúvida, sempre consultar o médico.

Quais os cuidados específico uma mulher grávida deve ter durante o verão?
Devido às alterações hormonais que ocorrem na gestação, há um maior risco de ocorrência de manchas na pele neste período. Por isso, os cuidados com a proteção solar devem ser redobrados, mas não devem se restringem ao verão e devem ser tomados ao longo de todo ano.
A hidratação é outro ponto fundamental que a gestante deve observar, pois com o aumento principalmente do volume abdominal e das mamas, há maior risco de desenvolvimento de estrias, principalmente se já houver predisposição individual. Hidratar a pele é de fundamental importância para prevenir o desenvolvimento de estrias, porém a despeito de todo o cuidado, as estrias podem aparecer, principalmente se já houver predisposição individual e/ou se houver muito ganho de peso. 

Quanto tempo antes de entrar na água é preciso aplicar o protetor solar?
Geralmente, nos produtos de mercado, a aplicação deve ser feita 30 minutos antes da exposição ao sol, para que haja tempo para uma completa acomodação do produto sobre a pele formando uma camada uniforme e protetora. Porém, já existem produtos no mercado que oferecem proteção imediata. Os produtos da linha Fotoequilíbrio proporcionam proteção contra os raios UVA e UVB logo após a aplicação, ou seja, proteção imediata; não sendo necessário esperar para se expor ao sol. Este benefício é proporcionado pelas novas fórmulas porque foram desenvolvidas com ingredientes que favorecem absorção e secagem rápidas. Porém, a reaplicação deve ser feita após exposição prolongada, suor excessivo ou natação, assim como nos protetores solares tradicionais.

Pode usar maquiagem sobre o protetor solar facial? Ele substitui produtos de tratamento antissinais?
Os protetores faciais podem ser aplicados em associação com outros produtos como maquiagem e/ou outro produto de tratamento. Para isso, é necessário apenas ficar atento à ordem para uso dos produtos. No caso da maquiagem, deve ser aplicado primeiro o protetor solar e depois a maquiagem. O procedimento para o uso conjunto com produtos de tratamento é aplicar primeiramente o antissinais ou hidratante, por exemplo, e, após absorção e secagem adequada do produto na pele, aplicar o protetor solar. Para tratamento e maquiagem, a ordem seguida deve ser: tratamento, protetor solar e maquiagem. A Natura entende que oferecer somente proteção contra os raios UVA e UVB não é suficiente. Um protetor solar também deve ter ingredientes que proporcionem ação antioxidante para garantir uma proteção completa, servindo como um complemento no tratamento à prevenção de sinais de envelhecimento. O Complexo Antioxidante Natura está presente em todos os produtos da linha Fotoequilíbrio e é composto por Extrato de Chá Verde, Extrato de Cacau e Vitamina E, atuando contra os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e por danos às estruturas da pele (como proteínas, aminoácidos, ácidos nucléicos, entre outros).

Autobronzeadores funcionam como uma alternativa para ficar com uma "corzinha" sem precisar tomar sol?
Os autobronzeadores são considerados uma opção segura. O autobronzeamento é obtido por meio da reação entre compostos químicos presentes nos produtos e proteínas da pele. Esta reação resulta num composto de cor marrom, que dá à pele, uma cor semelhante ao bronzeado. A cor volta ao tom normal, à medida que a pele vai sofrendo seu processo natural de renovação. Pelo fato de não depender de exposição ao sol, o autobronzeamento não provoca os efeitos indesejáveis associados à radiação ultravioleta. Devemos, entretanto, salientar que os autobronzeadores não protegem a pele da radiação solar. O consumidor deve sempre associar o uso de um protetor solar, adequado ao seu tipo de pele.

Fonte: Clickrbs.com.br
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL