19 de abr de 2010

Para rodar mais, e com mais segurança

Enquanto o carro é abastecido, o frentista se aproxima e pergunta se os pneus precisam ser calibrados. O motorista agradece a gentileza, mas diz que está com pressa e deixa para outra hora. Esta cena, bastante comum nos postos de gasolina, revela quanto somos capazes de adiar certas medidas, mesmo tendo plena consciência da utilidade e da importância delas.

Fabricantes de pneus calculam que um terço dos motoristas dirige com pneus mal calibrados, comprometendo a segurança do veículo e desperdiçando combustível. Para não fazer parte desse grupo, basta observar os seguintes cuidados básicos:

- Verifique a pressão dos pneus uma vez por semana, ou sempre que for dirigir com mais ou menos carga do que o usual;

- Siga a pressão indicada no manual do veículo e procure fazer a calibragem com os pneus ainda frios;

- Se os pneus forem do tipo diagonal, faça o rodízio a cada 5.000 Km. Se forem radiais, a cada 8.000 Km;

- A cada 10.000 Km rodados, providencie o alinhamento das rodas e o balanceamento dos pneus;

- Verifique se o desgaste do pneu já atingiu a marca TWI, indicativa de que os sulcos estão com menos de 1,6 mm de profundidade. É o aviso de que ele deve ser trocado;

- Procure ter sempre pneus iguais e com mesmo nível de desgaste em cada eixo do carro. Se um par for mais novo do que o outro, coloque-o no eixo traseiro, onde a perda de aderência foge ao controle do motorista;

- Limpe os pneus apenas com água e sabão. A tintura conhecida como “pretinho” pode deixá-los mais vistosos, mas agride a borracha, encurtando a vida útil dos pneus.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL