11 de nov de 2010

SBT vira garantia para empréstimo

Pedro Souza 
do Diário do Grande ABC


O apresentador Silvio Santos ofereceu cinco de suas principais empresas como garantia para empréstimo de R$ 2,5 bilhões, que serão injetados no Banco PanAmericano depois que foi detectada fraude bilionária na instituição.
Perfumaria Jequiti, Banco PanAmericano, SBT, Lojas do Baú e Liderança Capitalização são as garantias do empréstimo feito com o FGC (Fundo Garantidor de Créditos), conforme a instituição financeira informou por fato relevante na noite de terça-feira. O FGC recolhe dinheiro de todas as instituições financeiras do País para prestar socorro aos usuários do Sistema Financeiro Nacional.
De acordo com nota divulgada ontem pelo BC (Banco Central do Brasil), a autarquia monetária detectou falta de coerência nos balanços contábeis do PanAmericano. A instituição financeira teria declarado que vendeu mais carteiras de crédito do que realmente comercializou. Assim, o patrimônio apresentado estava maior do que deveria ser.
"Seguindo os procedimentos legais, o Banco Central comunicou o fato ao grupo controlador da instituição e determinou a adoção de providências imediatas para regularização da situação patrimonial do banco, tendo o controlador do Banco PanAmericano solicitado prazo para a solução financeira do aporte de capital", esclarece a nota da autarquia.
Silvio Santos, que é o acionista majoritário do PanAmericano, apresentou a proposta de reposição patrimonial no dia 3. E, segundo nota do banco, executou o aporte logo em seguida.
Junto ao empréstimo, o PanAmericano alterou sua diretoria. A Caixa Econômica Federal, detentora de 36,5% do capital do banco, informou que "passará também a compor o conselho de administração, o conselho fiscal e o comitê de auditoria" da instituição do Grupo Silvio Santos.
EMPRÉSTIMO
Segundo o BC, a injeção de dinheiro não conta com ajuda do governo federal. "O FGC já realizou diversas operações financeiras de caráter preventivo com o objetivo de garantir a liquidez do sistema financeiro, a exemplo das medidas por ele adotadas durante a crise econômica de 2008. Não foram usados recursos públicos."
QUESTÕES POLÍTICAS 
Questões políticas pautaram a decisão do BC de não intervir no Banco PanAmericano, do empresário Silvio Santos. A fraude de R$ 2,5 bilhões sofrida pelo PanAmericano foi encontrada há mais de cinco semanas por técnicos do BC.
Segundo fonte da autarquia, o governo Lula não quer ser acusado de "ajudar banqueiros" como foi o presidente Fernando Cardoso quando o Proer (Programa de Estímulo à Reestruturação do Sistema Financeiro) foi instituído.
A estratégia da equipe econômica de Lula seria trabalhar fora dos holofotes mesmo quando sai em socorro de uma instituição com problemas.
O caso do PanAmericano seria um exemplo disso. Com rombo de R$ 2,5 bilhões, o banco seria candidato natural a intervenção do BC, medida pela qual a autoridade monetária assume o comando e o banqueiro é afastado do controle.
Esse foi o caminho adotado na gestão de FHC, quando houve crise sistêmica no setor bancário brasileiro, que culminou em uma série de bancos sob intervenção. Os mais famosos foram o Econômico, o Banerj e o Banespa.
RISCO 
O Banco PanAmericano afirmou, por nota, que os consumidores vinculados à instituição financeira, por meio definanciamentos de veículos, investimentos ou empréstimos, não sofrerão com as mudanças.
"As operações de crédito e investimentos continuam normalmente, mantendo-se as atuais políticas de crédito. As atividades das lojas e o atendimento ao público também permanecem inalterados", infomou o banco.
SÃO CAETANO
O Grupo Silvio Santos iniciou as atividades do PanAmericano em 1969. Na época, o apresentador assumiu o controle do Real Sul S/A - Crédito, Financiamento e Investimento, empresa sediada em São Caetano e atuava no mercado financeiro há seis anos.
Primeiramente, o nome do banco era Baú Financeira. Porém em 1990, conquistou autorização para atuar como banco múltiplo. A partir daí, iniciou as operações de carteiras de crédito comerciais e até hoje é forte em financiamento de veículos.
Fonte completa:  Diário do Grande ABC
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL