22 de fev de 2011

'Vi o chão subir', diz brasileiro na Nova Zelândia

Ao menos 65 pessoas morreram no tremor de 6,3 graus que afetou Christchurch


O barista brasileiro Alisson Andrade, de 20 anos, estava em casa, na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia, na hora em que um terremoto de 6,3 graus na escala Richter devastou a região, nesta terça-feira (22) - noite desta segunda-feira (21) em Brasília.

- O prédio começou a tremer demais. Achei que tudo ia desabar. Na rua, vi o chão subindo e os canos de água estourando.

Andrade, que é natural de Salvador (BA), trabalha há quase um ano em um hotel de Christchurch. O brasileiro conta que ficou impressionado com a eficiência das equipes de emergência neozelandesas. 



Continue a ler esta matéria...
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL