9 de jan de 2012

Ford Fusion chegará ao Brasil com motor EcoBoost 2.0

Versão híbrida 'tradicional' também está prevista para o mercado brasileiro. Carro estreia no mercado brasileiro no segundo semestre deste ano.

A Ford confirmou nesta segunda-feira (10) a nova geração do sedã Ford Fusion para o Brasil com motor EcoBoost 2.0 a gasolina, que segue a tendência de blocos menores, porém mais potentes. O motor permite redução do consumo de combustível entre 10% e 20%, sem comprometimento de sua performance. A versão híbrida do modelo também está prevista para o mercado brasileiro, mas a "plug in", não. De acordo com a Ford, o sedã, fabricado no México, estreia no mercado brasileiro no segundo semestre deste ano.

O carro foi apresentado nesta segunda, na abertura do Salão de Detroit 2012, restrita a jornalistas. A Ford já havia revelado um dia antes as imagens da nova geração.

Segundo a montadora norte-americana, o novo Fusion é o primeiro sedã a ter versões com motor a gasolina, híbrido (combinação de motor a combustão e elétrico) e plug-in (híbrido cuja bateria pode ser carregada na tomada). As duas primeiras já eram oferecidas.

O Fusion incorpora o modelo "One Ford", que será a base dos próximos lançamentos globais da marca, entre compactos e médios, e que foi visto no protótipo Evos, exibido no Salão de Frankfurt, em setembro passado.

Para o mercado norte-americano, a Ford reserva ainda a versão 1.6 do motor EcoBoost, com consumo, em média, de 11 km/l na cidade e 15,7 km/l na estrada; no Fusion 2012 esses números ficaram em 9,7 km/l e 14,4 km/l. O carro também será oferecido nos Estados Unidos com motores 2.0 e 2.5.


Na versão híbrida, o Fusion conta com nova bateria de íon-lítio no lugar da bateria de níquel metal, o que, segundo a Ford, permitiu economizar no peso e aumentar a potência. Com ela, o sedã chega a 99 km/h com motor elétrico, ante aos 75,6 km/h da versão anterior. Ele é combinado com um bloco 2.0 a gasolina que promete a mesma potência do 2.5 que equipava o Fusion híbrido até então. Juntos, permitem que o consumo do sedã diminua para 19,9 km/l na cidade e 18,7 km/l na estrada, contra 17,4 km/l e 15,3 km/l na geração anterior.


Com a nova versão plug-in, a montadora também promete consumo menor do que o de concorrentes como o Chervolet Volt e o Toyota Prius.


Fonte: g1.globo.com
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL