12 de jan de 2012

Na Lagoa da Conceição, beleza sem par e diversão garantida para todos os públicos

Aproveite-se ou apenas contemple um dos cartões postais de Florianópolis
Não há estresse que resista diante da tranquilidade das águas da Lagoa da Conceição. Caso reste qualquer resquício de tensão, há inúmeras opções de lazer e esporte ao longo de toda a Avenida das Rendeiras. Alternativas, baratas ou mais caras, atraem moradores e visitantes.

Todos se rendem à beleza rara do local, imortalizada na música Rancho de Amor à Ilha, do poeta Zininho e dividem uma opinião comum:

— A vista é muito linda, não dá para enjoar daqui — ressalta Michele Dias, de 29 anos.

A blumenauense passa todas as férias com a família em uma casa bem em frente à Lagoa e já conhece o local "do pé a cabeça". Sempre que o vento ajuda, eles praticam caiaque na região e pagam, em média, R$10, por pessoa, por 40 minutos.

O instrutor de remo, Pablo Bernardes, explica que, com instruções rápidas, qualquer um consegue operar o equipamento. A vantagem é que, com o caiaque, é possível chegar em "cantinhos" que ficam mais esquecidos mesmo na alta temporada da Lagoa.

— Dá para parar e dar um mergulho em praias mais particulares — destaca.

Para esticar as pernas, os pedalinhos são uma opção. Os custos variam de R$ 15 a R$ 30, para a utilização por 20 minutos ou meia hora. Adelar Maciel, de 40 anos, ajudou o filho, Vitor Macedo, de seis anos, nas pedaladas.

— Passamos por aqui e pediu para passear no pedalinho, não teve como não vir. Mas a paisagem é muito bonita mesmo — considera o mecânico de Chapecó, no Oeste do Estado.

Quem tem um pouco mais de habilidade para esportes na água pode arriscar em aulas de kitesurfe, em que se utiliza um tipo de pipa para se locomover na água, ou windsurfe, espécie de prancha com vela.

Outra prática popular neste verão da Lagoa da Conceição é o chamado Stand Up Paddle (SUP), em que se rema em pé, sobre um tipo de prancha. Uma aula, acompanhada por um profissional, pairando nas águas da Lagoa, fica em torno de R$ 75.

Mas não são apenas as águas da Lagoa da Conceição que estão sendo bem aproveitadas no verão. A queda nas dunas dentro de uma bolha inflável, que comporta duas pessoas, custa R$ 50. Brenda França, de 18 anos, conseguiu convencer o pai a acompanhá-la na aventura.

— Eu já tinha visto na televisão e quando vi passando por aqui, deu vontade de ver como é — diz a estudante de Dourados, em Minas Gerais. A australiana Elle McNeill também foi na bolha inflável com as amigas.

— Quando o tempo não ajuda muito, temos que encontrar alternativas para nos divertirmos — ressalta.


Lagoa a custo zero

Nem sempre curtir a região da Lagoa exige custo, como sugere Ivonete Lúcia de Souza, de 32 anos. Pelo segundo verão consecutivo em Florianópolis, a vendedora de Várzea Paulista, interior de São Paulo, garante espaço embaixo de uma árvore, à beira da Avenida das Rendeiras.

Enquanto os familiares foram para outras praias, ela não abandonou o sossego dos gramados da Lagoa e até convenceu a madrasta Claudenice Garcia, de 38 anos, a ficar por ali.

— Prefiro aqui pelo conforto, a água é rasinha para meu filho brincar e não entra areia no olho — brinca.

Fonte: clickrbs.com.br
Share:

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL