27 de jan de 2012

Parque eólico entra em operação

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o início das operações comerciais do Parque Amparo Energia Eólica, com capacidade de 22 megawatts (MW) de potência instalada, o último dos seis parques em construção em Água Doce, no Meio-Oeste de SC.

No total, a empresa argentina Impsa, responsável pelo projeto, tem 10 parques em Santa Catarina, somando as unidades do complexo de Bom Jardim da Serra, e agora já disponibiliza 222 MW de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN).

Com investimentos de R$ 1,3 bilhão em SC, a Impsa concluiu as obras em dezembro de 2011. Segundo o vice-presidente da empresa, José Luiz Meneghini, ainda faltam pequenos ajustes que deverão ser concluídos em 90 dias, mas todas as torres já estão gerando energia.

— Não temos previsão de novos investimentos no Estado. Nosso próximo projeto é construir uma fábrica de aerogeradores no Rio Grande do Sul, com investimento entre R$ 100 milhões e R$ 150 milhões. Em SC, os futuros investimentos vão depender das oportunidades — disse.

Os projetos foram financiados pelo BNDES. Segundo o coordenador de Operação e Manutenção da Impsa, Silvério de Sousa, as subestações construídas para receber energia e elevar a potência para colocá-la no sistema da Eletrosul e assim entrar no SIN, foram doadas para a Celesc, distribuidora de energia no Estado.

Os seis parques de Água Doce ficam numa área de 200 quilômetros quadrados, sendo que cada um deles pode ter, no máximo, até 20 torres para que os projetos se encaixem no programa de incentivo do governo federal Pró-Infra, que só permite parques com geração de 30 MW.

Com ventos mais fracos do que em outras regiões do país, como o Rio Grande do Sul e o Ceará, os investimentos em energia eólica em SC precisam ter incentivos para que a energia eólica gerada no Estado seja economicamente viável, segundo Meneghini. Para reduzir os custos em até 25%, a Impsa se associou à empresa espanhola Ineo, que montou dentro do Parque de Água Doce a fábrica Torres Eólicas de Concreto (TEC). Agora a fábrica será desmontada para ser recolocada na Bahia.

A Impsa é um grupo multinacional fundado em Mendonza, na Argentina, em 1907, como fabricante de produtos metalúrgicos para indústria vitivinícola. Hoje é líder em energias renováveis na América Latina, presente em 40 países, com projetos operando nos cinco continentes. Tem mais de 7 mil funcionários em todo o mundo.
Share:

4 comentários:

  1. TIRANDO O FATO DE SER UMA EMPRESA GRINGA, É MUITO BOM SABER QUE TEMOS MAIS ENERGIA LIMPA A DISPOSIÇÃO...

    ResponderExcluir
  2. Ser Gringa nem é problema, o foda é que com tanta empresa no Brasil podendo explorar estas riquesas, tem de vir gente de fora pra fazer aciontecer.

    ResponderExcluir
  3. Renato Xavier27/01/2012 18:30

    aqui em floripa no sul da ilha dava pra por umas torres dessas, pois vento não falta..... kakakaka

    ResponderExcluir
  4. O Sul da Ilha de Florianópolis, brincadeiras a parte seria um ponto ideal para a captação de energia eólica, pois temos ventos constantes.

    ResponderExcluir

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL