8 de abr de 2010

Novo smartphone quer ser o Android mais barato do Brasil

Motorola lança nesta semana o Quench, novo modelo com sistema operacional Android que foi anunciado em fevereiro durante o Mobile World Congress, em Barcelona. O aparelho promete ser o smartphone com o sistema do Google mais barato à venda no Brasil: em modo pré-pago, será vendido pelo preço sugerido de R$ 899.



O aparelho traz uma tela sensível ao toque de 3,1 polegadas, conectividade 3G, Wi-Fi e GPS, câmera de 5 megapixels com flash LED, acesso a serviços do Google (na versão 1.5 do Android, a mais desatualizada) e vem com a plataforma MotoBlur, que integra contatos e mensagens de redes sociais, como Facebook e Twitter.
O Quench (MB501) é o primeiro Android da Motorola em formato de barra, apenas com a tela touchscreen. Até então, todos os modelos da Motorola com Android (Cliq, Milestone, BackFlip) vinham com teclado QWERTY integrado.
O smartphone será vendido inicialmente pela operadora TIM. No modo pré-pago, vai custar R$ 899. Em planos pós-pagos, o valor vai de R$ 449 (plano Liberty com 100 minutos e mensalidade de R$ 149) a R$ 349 (plano Liberty com 300 minutos e mensalidade de R$ 184,90), e sai de graça em planos de 600 e 1000 minutos (mensalidades de R$ 279,90 e R$ 349, respectivamente). Os valores são válidos para São Paulo, com impostos.
O aparelho com configuração mais próxima ao Quench à venda hoje no Brasil é o Samsung Galaxy Lite, que tem preço sugerido pela fabricante de R$ 1.199. Entretanto, o Motorola Milestone, com teclado integrado e Android 2.0, mais atual, é vendido pela mesma TIM pelo preço de R$ 849 em um plano de 160 minutos com pacote de dados ilimitados (R$ 174,80 de mensalidade).
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL