13 de out de 2010

Prefeitura abre caminho para viaduto

As primeiras casas, de um total de quatro, que estão no traçado do elevado sobre o Trevo da Seta, começam a ser demolidas. A primeira propriedade a deixar o caminho livre tinha dois pavimentos.  Amanhã, será demolida a segunda casa.



As primeiras casas, de um total de quatro, que estão no traçado do elevado sobre o Trevo da Seta, começam a ser demolidas. A primeira propriedade a deixar o caminho livre tinha dois pavimentos.  Amanhã será a segunda casa. E as demais, provavelmente, no fim do mês. Todos os proprietários já foram indenizados, mas dois deles pediram mais um tempo para deixar o local, enquanto procuram outra residência.  
Após as demolições, a empresa contratada pela prefeitura, Sulcatarinense, executa a terraplenagem e a montagem do muro de contenção. De acordo com o Secretário de Obras, Luiz Américo, o cronograma do elevado vem sendo cumprido rigorosamente.  A intenção da Prefeitura  é entregar o viaduto à população, ainda neste verão.
O elevado está orçado em R$ 16 milhões. Um terço deste valor será pago pela Prefeitura e o restante pelo governo do Estado.  A extensão total, com as duas rampas de acesso, será de 340 metros. Uma pista com duas faixas flui no sentido Centro/Bairro e a outra, também com duas faixas, Bairro/Centro. Com 18,60 metros de largura, as duas pistas do elevado serão suficientes para dar vazão ao fluxo de veículos em horários de pico.
O prefeito Dário Berger afirmou que a obra é prioridade número um em seu governo e garantiu que, após a sua conclusão, as intermináveis filas na Via Expressa Sul e na rodovia SC-405, no Sul da Ilha, estarão com os dias contados. “Este elevado já deveria ser construído há muito tempo para terminar com o sofrimento da população do Sul da Ilha que quer ir para casa depois de um dia de trabalho”. 

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL