19 de jan de 2012

Google, Wikipedia e Mozilla saem do ar contra leis antipirataria online nos Estados Unidos

Milhares de outros sites também protestaram

Uma onda de blecaute em páginas da internet tomou conta nesta quarta-feira dos Estados Unidos. Google, Wikipédia, Reddit, Wordpress e Mozilla, entre outros 10 mil, tiraram seus sites do ar por 24 horas num protesto contra as leis antipirataria online que tramitam no congresso norte-americano.

A SOPA (Stop Online Piracy Act, lei para parar com a pirataria online, na tradução do inglês) e a PIPA (Protect Intelectuall Property Act, lei para proteger a propriedade intelectual, também na tradução do inglês) são consideradas contra a liberdade de expressão e a internet gratuita e aberta.

A favor da lei, estão as indústrias de cinema, TV e música, além de provedoras de TV a cabo e internet. No campo oposto, estão empresas como Google, Yahoo!, YouTube, Facebook, Foursquare e Mozilla, que afirmam que a linguagem vaga do projeto torna portais, sites de busca e redes sociais legalmente responsáveis por abrigar sites e links com conteúdo pirata e passíveis das mesmas penas: bloqueio sumário e veto a anunciantes.

Protesto

Ao visitar, nesta quarta, a versão em inglês da Wikipédia, por exemplo, o visitante se deparou com uma mensagem em letras brancas em um fundo negro que diz: "Imaginem um mundo sem conhecimento gratuito... Atualmente, o Congresso dos EUA está considerando uma legislação que pode prejudicar gravemente a internet gratuita e aberta".

O Google, por sua vez, publicou a seguinte mensagem em sua versão em inglês: "Diga ao Congresso que não censure a internet". Tiffany Cheng, cofundadora do Fight for the Future, movimento que capitaneou a onda de protestos, disse que se trata de uma "luta pela liberdade de expressão".

— O protesto contra o Sopa é o maior protesto online já organizado. Várias centenas de milhões de pessoas verão mensagens sobre o risco de censurar a internet, e isso é algo sem precedentes — afirmou Cheng.

Facebook

O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, também postou, em sua página na rede social que fundou, sua opinião. Ele anunciou que "nos não podemos deixar leis mal pensadas atrapalharem o desenvolvimento da internet, o Facebook se opõe a SOPA e a PIPA e continuará se opondo a quaisquer leis que prejudiquem a internet".

Zuckerberg ainda disse que vem trabalhando há meses com alguns políticos para buscar melhores alternativas a essas propostas. Para ele, o mundo atual precisa de líderes políticos que sejam a favor da internet. Diversos sites, incluindo alguns brasileiros, aderiram ao blecaute.

fonte: clickrbs.com.br
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL