24 de jan de 2012

Tempestade magnética solar chega à Terra e pode afetar comunicações via satélite

Maior erupção solar registrada desde 2005 lança partículas no espaço desde o último domingo.


As comunicações via satélite na Terra podem sofrer interferências nesta semana e nem adianta ligar para sua operadora de telefonia, de televisão a cabo ou para o provedor de internet. A culpa é de uma tempestade magnética provocada por uma erupção que ocorreu no Sol no último domingo.

Esta é a maior erupção solar registrada desde 2005. Desta vez, o fenônemo está bombardeando a Terra com partículas magnéticas que podem perturbar as comunicações via satélite, de acordo com autoridades americanas que emitiram o comunicado nesta segunda-feira.

A erupção, que ocorreu no domingo perto do centro do sol, projetará partículas de prótons para a Terra até a próxima quarta-feira, advertiu a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA).

— A própria erupção em si não tem nada de espetacular, mas ejetou ao espaço uma massa coronal (nuvem de plasma de intenso campo magnético) a uma velocidade fenomenal de 6,4 milhões de km/h — disse Doug Biesecker, físico do Centro de Previsão do Clima Espacial da NOAA.

Apesar de ser a tempestade deste tipo mais forte desde 2005, foi classificada como de categoria 3 em uma escala que vai até 5, afirmou Biesecker. Por isto, é considerada "forte", mas não "grave".

Segundo o site da NOAA na internet, um evento de categoria 3 pode causar alterações nos sistemas informáticos dos satélites, bem como nas comunicações por rádio nos pólos. A navegação aérea e as plataformas petrolíferas também podem ser afetadas nestas regiões.

— Não esperamos um grande impacto com um evento deste tipo — disse Biesecker.

Os moradores de Europa e Ásia também poderão aproveitar a noite desta terça-feira para admirar a aurora boreal, acrescentou.

fonte: diariocatarinense.clicrbs.com.br






Share:

0 comentários:

Postar um comentário

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL