3 de fev de 2012

Piratas da Internet vão para prisão de luxo

Os fundadores do Pirate Bay, Fredrik Neij, Peter Sunde e Carl Lundström, foram considerados culpados no processo que os acusava de distribuição não autorizada de conteúdos com direitos autorais, na última apelação na Suprema Corte da Suécia. Eles podem ir parar na cadeia por suas atividades, mas esse pode não ser um mau negócio para os culpados. Afinal, estamos falando de uma prisão na Suécia!


O pessoal do site TorrentFreak informou que a sentença será de dez meses de prisão. Isto é, se eles realmente forem para a cadeia. De acordo com as novas leis suecas, envolvidos em processos muito longos podem ter 12 meses reduzidos da pena. E, como as acusações contra os três começaram em 2009, a Corte pode optar por liberá-los.

Na pior das hipóteses, a prisão sueca parece ser um bom lar. Na verdade, as celas do presídio são melhores do que muitos alojamentos universitários, pois contam com iluminação suave, móveis de madeira e alguns toques de modernidade.

Segundo informa o site do The New York Times, as celas - que mais parecem quartos - possuem lâmpadas penduradas, sistema de alarme independente e as portas trancadas pelo próprio detento. O presídio não tem cercas, pois, segundo a publicação, ninguém tem a menor vontade de sair de lá.


Três presos israelenses simplesmente se recusaram a terminar de cumprir a sentença em seu país de origem, e a justificativa é a mais sincera possível: “Aqui, somos tratados como reis. Temos bifes todos os dias, sexo ocasionalmente e uma TV particular, que transmite os jogos da Copa do Mundo de graça!”, declarou um deles.

Fonte: www.techtudo.com.br



Share:

1 comentários:

  1. Me levem! Me levem! Me Levem!

    Sem contas, segurança, sexo, TV, comida, do que mais precisamos?
    Vô pra suécia e roubar muito pra ser preso também!

    ResponderExcluir

.

Vídeos

Loading...

DICA EMPRESARIAL